sábado, 23 de julho de 2016

Acadêmicos de Santa Cruz: "Vou levar somente o que couber no bolso e no coração... Uma viagem de sabedoria além da imaginação"



A mensagem simplesmente é: "para chegarmos ao mundo sonhado... devemos fazer, hoje, nossas crianças sonharem o amanhã..."

Diante de todo processo tecnológico, observamos e acompanhamos a degradação de nossas civilizações e de todo meio ambiente.

A corrupção de valores, e a força da globalização, estão em choque, diante das infinitas tentativas de prestigiar a vida.

Milhares de pessoas buscam a felicidade no sentido contrário... 

Homens de todos os níveis culturais e sociais debatem pelo que chamam de justiça.

Pelo mundo real: adoecem, há sede, sentem fome, muita dor, e desilusões...

E não será o homem, que "cresceu", que transformará o progresso...

O alavancar, hoje, precisa ser semeado...

Justificado... Pensado... E com amor, orientado...

E o adulto, necessita alimentar eternamente a essência da criança que existe em si. 

E sobre uma análise social de tudo que somos e vivemos, concluímos que precisamos buscar uma vertente, para diagnosticar, possíveis remédios para o nosso "bem viver" no futuro.

E nosso enredo, busca na História da literatura infantil, o caminho, o trilho, as pistas, para o fim do arco-íris... Onde certamente encontraremos: a sabedoria, a fantasia e a fonte inesgotável da imaginação. 

A literatura infantil, apesar de ser uma vertente da literatura geral que prima, na maioria das vezes, pela escrita direcionada à determinada faixa etária, possui obras com conteúdos capazes de lapidar o imaginário humano, e auxilia a compreensão, e a resolução de conflitos internos de cada indivíduo em particular. 

A Acadêmicos de Santa Cruz, vem sinalizar ao mundo do samba, através da força da essência de nossas crianças, que dessa vida, vale levar, o que couber no bolso e no coração...

A nossa Comunidade e a força do nosso carnaval, vai filosofar a essência da fantasia... aqui, nesse desfile, o papel principal: hoje, é o das crianças...

E saudaremos e festejaremos com todas nossa alegria e imaginação, a ancestralidade, a sabedoria, e a MORAL, explícita, nos contos, fábulas, nas narrativas folclóricas contadas pelos camponeses, nas lendas, pelas estórias, e nas milhares de páginas dos inúmeros livros que remetem a origem história da Literatura infantil universal, que surgiu com a intenção de educar nossas crianças, relatando seus autores e apresentando seus personagens. 

DESENVOLVIMENTO:
1º SETOR: Abertura do Desfile

A Fonte da sabedoria...

O berço da humanidade...

A África...

Quando não havia escrita... eles através da sabedoria, passavam os ensinamentos e o histórico de sua gente, do seu povoado, de suas raízes, dos antepassados... da cultura... através dos contos... e das lendas...

Traremos um ancião... um contador de Histórias, um negro avô... um sábio... um griô... um ancestral, responsável pela manutenção da memória e da força de sua aldeia.

Imponente, nosso mestre, nos revela a lenda de Kiriku.

Ele nos contará a história de um recém-nascido, superdotado, que sabe falar, andar e correr.

Na verdade o grande salvador de sua aldeia, que foi ameaçada pela feiticeira Karabá.

Com a sabedoria ancestral, será trazido para a passarela do samba, inúmeras referências à cultura da África Subsaariana, com as vestimentas, as musicalidade e a relação com a natureza.

Com o olhar espiritual, a lenda inteira, traz referências, como o baobá, a única árvore que nasce de cabeça para baixo.

Essa lenda é muito especial, pois agrada as crianças e ensina os adultos.

KIRIKU, é a essência do nosso enredo, ele não anda armado, não é forte, não comanda nenhum exército... a sua coragem é acompanhada de doçura, paz e tranquilidade.

Na África jorrou a força da sabedoria.

2º SETOR: 

Nasce a fantasia...

É através de uma história podemos descobrir outros lugares, outros tempos, outros jeitos de agir e de ser, outros óticas, outra ética...

É ficar sabendo História, Geografia, Filosofia, Sociologia, sem precisar saber o nome disso tudo, e muito menos, achar que tem cara de aula, porque se tiver deixa de ser literatura (Roman Abramovich, 1994. pág 17).

Os primeiros livros para as crianças surgem no século XVII e XVIII.

Antes dessa época não se escrevia para elas, porque não existia infância. 

O aparecimento da Literatura infantil decorre da ascensão da família burguesa.

A criança passa a ser tratada como um ser diferente do adulto, com características e necessidades próprias. 

E destrincharemos esse período, conhecendo o passo a passo dessa transformação e seus desafios. 

A partir do século XVIII, a criança passa a ser considerada um ser diferente do adulto, com necessidades e características próprias, havendo então o distanciamento da vida "adulta" e recebendo uma educação diferenciada, que a preparasse para essa vida. 

Nesse momento a criança é vista como um indivíduo que precisa de atenção especial que é demarcada pela idade.

O adulto passa a idealizar a infância.

A criança é o indivíduo inocente e dependente do adulto devido a sua falta de experiência com o mundo real.

Com Fenélon (1651/1715), justamente com a função de educar moralmente as crianças. As histórias tinham uma estrutura maniqueísta (dualismo entre dois princípios geralmente o bem e o mal), afim de demarcar claramente o bem a ser aprendido, e o mal, a ser desprezado. 

A maioria dos contos de fadas, fábulas, e mesmos muitos textos contemporâneos incluem-se nessa tradição.

Naquele momento,a literatura infantil constitui-se como gênero em meio as transformações sociais e repercussões no meio artístico. 

3º SETOR: 

Transborda a imaginação... muitos dos contos de fadas conhecidos atualmente surgiram na França, ao final do século XVII, Charles Perrault traz a público Histórias ou Contos do tempo passado, com suas moralidades: E que editou as narrativas folclóricas contadas pelos camponeses.

Contos de mamãe Gansa
A Bela adormecida no bosque
Chapéuzinho Vermelho
O Gato de Botas
As fadas
A Gata Borralheira
Henrique do Topete
e o Pequeno Polegar

Nas asas da imaginação, desvendaremos os mais importantes autores da literatura infantil e seus clássicos:

IRMÃOS GRIMM
CRISTIAN ANDERSON
LEWIS CARROL
COLLODI
FRANTE BAUM

4º SETOR:

Vou levar somente o que couber no bolso e no coração...

Somos o BRASIL.

Por aqui... é carnaval...

E entendemos que a criança ser sempre respeitada. Aprenderemos a importância do respeito as diferenças.

E nos textos de escritores brasileiros, a infância tem sido defendida e com ela, uma nova postura da literatura infantil. 

É preciso entender que a criança é também cheia de conflitos, medos, dúvidas, e contradições, não por desconhecer a realidade somente, mas por trazer em si, a imagem projetada dos adultos. 

Importante ressaltar, que até os dias de hoje, temos a concepção da infância como o espaço da: alegria, da inocência e da falta de domínio da realidade.

E sobre a batuta de Monteiro Lobato, receberemos e homenageamos os grandes autores e escritores infantis desse país verde e amarelo, para celebrarmos juntos com o nosso desfile do carnaval, a explosão da fantasia, da sabedoria, do conhecimento que absorvemos através da nossa literatura infantil. 

Vamos aplaudir!
ANA MARIA MACHADO
RUTH ROCHA
MARY E ELIARDO FRANÇA
JGEL KUFINO DOS SANTOS
LYGIA BOJUNGA NUNES
MARIA CLARA MACHADO
ZIRALDO

Finalizaremos com um espetáculo lúdico em verde e amarelo, sobre as asas de tantos livros, e personagens inesquecíveis, que nos servem de referência para esse momento de reflexão, ilusão, de magia e fascinação...

De mãos dadas, a comunidade do acadêmicos de Santa Cruz, vamos encerrara festa, levando somente o que couber no bolso e no coração...

Uma explosão de cores, de sonhos, de alegria, de vida, de emoção... em cada folião, acesa a centelha de sua criança.

Celebraremos o amor.

Celebraremos os muitos mestres que pelos continentes desse Planeta deixaram sua herança literária... que transcende o tempo nos encanta e nos faz sonhar.

No faz SAMBAR...

E nos leva a crer, que a criança, é a ponte... para o mundo melhor... que tanto sonhamos...

Um viva, a magia da LITERATURA INFANTIL e todas as crianças do Planeta!

SETORIZAÇÃO:

1º SETOR: (ABERTURA DO DESFILE) - A Fonte da sabedoria... 

2º SETOR: Nasce a fantasia... 

3º SETOR: Transborda a imaginação... 

4º SETOR: E vou levar somente o que couber no bolso e no coração... 

Projeto desenvolvido por: Lane Santana - Munir Nicolau - Wladimir Morellembaumm 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário