terça-feira, 26 de julho de 2016

Que enredo é esse?

por Léo Antan, Vitor Mello e Rodrigo Cardoso


Julho tá na reta final e todas as doze escolas do grupo especial já divulgaram seu enredos pro ano que vem, foi um pré-carnaval diferente, a maioria demorou a divulgar os temas que vão levar à Avenida. Todos saíram com seus potinhos atrás de uns centavos para cantar enredos lixosos patrocinados para a Marquês. Como sambemos, a crise tá brava e pouquíssimas conseguiram, fazendo rolar a maior onda de enredos autorais dos últimos anos. Para vocês não ficarem perdidos, vamos fazer um release básico do que vai passar na passarela em 2017, começando pelas escolas de domingo. Vamos lá!? 



1ª: "Carnavaleidoscópico Tropifágico" - Paraíso do Tuiuti 


A primeira escola rebaixada do carnaval de 2017 apostou num enredo bafônico, vão comemorar os 50 anos do movimento tropicalista. Com um dos melhores enredos da safra, a escola segue apostando no sucesso do talentoso carnavalesco Jack Vasconcelos, que já fez desfiles babadérrimos na escola. 


















A sinopse da agremiação tem forma de manifesto e faz várias referências às músicas tropicalistas de Gil, Caetano, Tom Zé, entre outros. O título alucicrazy faz total jus ao movimento que abalou as estruturas da década de 1960. Vai ter muita banana, palmeira, abacaxi e Carmen Miranda da da da da na avenida. Vamos rogar a São Fernando Pinto para que a Tuiuti abale as arquiteturas da Sapucaí e não comece com os vários 9.7 que já lhe são reservados. 
    
            


O que a gente achou disso tudo? 



2ª: "Ivete de rio ao Rio" - Grande-Rio

Se uma baiana ganhou o carnaval, vamos apostar em outra. Essa é a genial risos mentalidade da escola que já levou as cidades de Maricá e Santos para a avenida nos últimos anos. A virgem Grande Rio vai embarcar na popularidade de Ivete Sangalo para tentar conquistar seu título, será que agora vai? Se julgar pela má sorte de cair na segunda de domingo, a coisa não começou nada bem lá pros lados de Caxias, saravá.

A sinopse um tanto chata faz um passeio pela cultura baiana com muito vatapá, acarajé, axé, saravá, orixá e todas essas oxítonas acentuadas. Baianidade sempre dá bom carnaval, a fórmula velha de evocar as forças de uns bons orixás (mesmo com a Ivete sendo católica) sempre dá um caldo. Com certeza a combinação Ivete e GR dará muito assunto, papai. A conferir.

E antes que seja tarde de mais... 



3ª: "Xingu, o clamor que vem da floresta- Imperatriz Leopoldinense

Deixe nossa mata, sempre verde, deixe nosso índio ter seu chão.
Ops samba errado. 


Ôôôô, diz mata, eu digo verde. 
Calma, também não é esse.


"Um lance assim de natureza, uma coisa de índio, um abraço ecológico", diria o imortal Fernando Pinto que já cantou o Xingu em seus enredos. Para 2017, a Imperatriz que vive ótima fase com seu carnavalesco Cahê Rodrigues prepara um desfile pra valorizar o verde da sua bandeira. Com muito índio, muita pena, faisão albino, paetê como a gente ama. Boatos que o sambão do Zé Katimba já está garantido e com estandarte... Será!?





Vamos fazer a Xuxa e brincar de índio. A ótima sinopse da escola é dividida em setores interessantes com "A celebração tribal" e "O Abraço da Sucuri". Achamos mara. Quem é que não vai querer sentir a sucuri, assim como vê, todo ano,  "a Mangueira entrar". 


Cidoca vai deixar um recadinho sobre o enredo gresilense









4ª: "O Som da cor- Vila Isabel


Salgueirou, mas a Vila foi a última divulgar o tema que vai apresentar. Bipolar, ainda resta saber qual se será o ano sim ou não da agremiação de Noel, que sempre oscila entre bons e vergonhosos desfiles... Mas a julgar pela sinopse bacanérrima e o trabalho do sempre ótimo de Alex de Souza, tem tudo pra ser mais um ano sim. 

O enredo começa na boa e velha misteriosa África berços dos meus ancestrais e vai trazer os ritmos que tiveram influência negra no continente americano como um todo, então nada de comparar com o da Tijuca, que será diferente e restrito aos EUA. Não faz a burra, amiga. Essa mistura toda só poderia acabar no semba, que virou samba. Que by 2012, a Vila encorpore outra vez Kizomba. A gente quer mesmo é receber o santo e se acabar na hora do desfile!



- E aí, Deus, o que achou sobre o enredo do povo de Noel?








5ª: "A Divina Comédia do Carnaval" - Acadêmicos do Salgueiro


A sempre favorita Salgueiro não fugiu à sua tradição e escolheu um lacre. Com o auxílio luxuoso do departamento cultural da escola, a Academia vai fazer uma viagem pela história do carnaval carioca com uma visão meio surrealista, meio alucicrazy, traçando um paralelo com a Divina Comédia de Dante, um clássico italiano. O enredo termina fazendo uma homenagem a santíssima trindade da escola, nada menos que os reis Fernando Pamplona, Arlindo Rodrigues e Joãosinho Trinta, ou seja, close certíssimo. 

Depois das críticas injustas que sofreu esse ano, o mago Renato Lage prometeu colocar pra foder. É o que esperamos. Só resta torcer para todas as alegorias façam a curva e a vermelho e branco não salgueire na avenida mais uma vez. Ah... E já íamos esquecendo! Não vamos esquecer de pagar a Light esse ano, Academia... 


E sobre o enredo... 








6ª: "A virgem dos lábios de mel, Iracema" - Beija-Flor de Nilópolis 



Com o enorme jejum nilopolitano de um ano, a escola de Nilópolis tentou o quanto pode um enredo patrocinado, não rolou e quem ficou feliz foi a gente com esse enredaço sobre o livro Iracema, de José de Alencar.  

Não tem muito o que falar, vai ter índio, vai ter Iracema, vai ter Ceará. Se bobear vai ter orixá mesmo assim por que a gente dá um jeito de encaixar e se reclamar o enredo começa no Egito (com dourado do abre-alas ao último carro). A sinopse curta pros padrões Beija-Flor apresenta bem o enredo. Mesmo desfilando domingo, não se brinca com Nilópolis, então selo "entrega a taça" total.


Sem comentários... 
(vai que vaza um áudio)!



Como dá pra ver, os enredos para o próximo ano estão ótimos, que Rosa nos abençoes com ótimas safras e Tia Ciata nos guie com as escolhas certas nas finais das disputas... Até a próxima análise com os enredos da segunda!

Confira a segunda parte com as escolas de segunda, clicando aqui.


Bye, bye!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário