segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Acadêmicos do Salgueiro: correta, alvirrubra faz bom desfile

com Vitor Melo, Leo Antan e João Paulo Belmok

O Salgueiro, dono da penúltima exibição do primeiro dia do Grupo Especial, teve “A Divina Comédia do Carnaval” como enredo. Numa apresentação relativamente tranquila e sem grandes falhas, a escola da presidente Regina Celi termina a madrugada como um dos destaques de um dia sem momentos inesquecíveis.

Alegoria salgueirense que representou o purgatório. (Foto: Vitor Melo)
Apesar de simples, a comissão de frente teve bom desempenho, e cumpriu com folga a missão de apresentar a escola. O ótimo enredo se refletiu em um conjunto visual de fantasias e alegorias satisfatórios, marcado principalmente pela homogeneidade. Talvez o samba pudesse ter rendido mais, mas mesmo assim o trio de intérpretes formado por Xande de Pilares, Leonardo Bessa e Serginho do Porto teve uma atuação regular.

Gigantismo dos carros impressionou a plateia. (Foto: Vitor Melo)
Sem problemas em evolução e harmonia, o Salgueiro fez um desfile pautado pelo vermelho e branco. Vale destacar também a Furiosa do Mestre Marcão, que com convenções irreverentes e ousadas, deu um toque de leveza ao infernal desfile salgueirense. Correta, a apresentação do Salgueiro não teve muito brilho, mas a credencia por uma boa posição na tabela.

Baianas do Salgueiro na dispersão. (Foto: Vitor Melo)



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário