segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Imperatriz Leopoldinense: Xingu coloca Ramos na briga pelo G-6

com Vitor Melo, Leo Antan e João Paulo Belmok

Cantando o enredo “Xingu – o clamor que vem da floresta”, a Imperatriz Leopoldinense fez um desfile na linha de suas exibições mais recentes. Mesmo com alguns erros, e sem cativar o público, o conjunto esteve regular, e a escola espera a quarta de cinzas para comemorar uma vaga no sábado das campeãs.

Comissão de Ramos foi o grande destaque da apresentação. (Foto: Vitor Melo)
A criativa comissão de frente da coreógrafa Cláudia Motta monopolizou as atenções no começo do desfile. No aspecto alegórico, o grande destaque foi o abre-alas, assim como o segundo carro, que mesmo tendo passado pela avenida com um das asas de sua arara abaixada, acertou na concepção. Os problemas de acabamento não ficaram restritos apenas ao "carro da arara": as duas alegorias seguintes também sofreram do mesmo mal. O figurino gresilense não fugiu à regra dos desfiles com temática indígena, e acabou tendo soluções repetitivas e já vistas em outras ocasiões. Vale mencionar também a excelente atuação do casal Thiaguinho e Raphaela, que pela primeira vez juntos, dançaram de forma muito correta e com um belo figurino.

Arara da segunda alegoria desfilou com uma das asas caída. O destaque principal do carro também perdeu o esplendor no último módulo de jurados.  (Foto: Leo Antan)
Estreando como intérprete principal em uma escola do Grupo Especial, o cantor Arthur Franco conseguiu “segurar” com tranqüilidade o dolente samba, que teve bom rendimento. Ainda na parte musical, menção honrosa à excelente bateria Swing da Leopoldina, que liderada por Mestre Lolo, teve uma extraordinária atuação. A arriscada estratégia de entrada no recuo, porém, comprometeu a evolução das alas, e fez com que clarões fossem abertos. Surpreendendo, a Imperatriz fez um desfile fiel ao seu estilos, com algumas falhas que ofuscaram um bom conjunto geral. 

Baianas de Ramos foram um dos destaques da apresentação. (Foto: Vitor Melo)


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário