sexta-feira, 27 de outubro de 2017

QUASE UMA REPÓRTER: Renê Sobral, intérprete da Dragões da Real

Olá, seguidores do Carnavalize, tudo bom? A quase-repórter está de volta e hoje o entrevistado é um dos grandes intérpretes da terra da garoa: Renê Sobral!

Renê Sobral tem uma longa história no carnaval de São Paulo, com passagens em agremiações como Mocidade Alegre, Barroca Zona Sul e Vai-Vai. O intérprete se consagrou na Tom Maior, na qual ficou por 13 anos. Na escola, teve apresentações memoráveis, culminando em dois troféus Nota 10 de melhor intérprete do grupo especial nos anos de 2006 e 2014. Mesmo com a queda da vermelho e amarelo em 2015, Renê continuou no comando do carro de som em 2016, fazendo outra grande apresentação na homenagem ao cantor Milton Nascimento. Na entrevista, foi possível perceber a grande importância da Tom Maior na vida pessoal e na carreira do intérprete, além dele contar como foi parar lá, de uma forma um tanto quanto... inusitada.

Após o ano de 2016, mesmo com a ascensão da agremiação ao grupo especial, o destino quis que o nosso "malandro" seguisse outros rumos. Após sua saída da Tom Maior - que pegou muitos de surpresa - de acordo com o intérprete, choveram ligações... Até de gente perguntando se ele realmente havia saído! Mesmo com muitos pedidos, Renê terminou indo para Dragões da Real. Um "casamento" que parece estar dando muito certo! A relação da agremiação da Vila Anastácio com o intérprete não poderia ser melhor. Aclamado pela comunidade com sua chegada e com uma apresentação apoteótica no desfile de 2017, Renê mostrou que é um dos maiores intérpretes da atualidade e que veste, de fato, a camisa. Na entrevista, o cantor até comentou que no início foi um pouco difícil, principalmente na hora do grito de guerra, para não trocar o nome da escola. Mas que agora ele já se sente em casa.

Em uma das perguntas que fala-se sobre desfiles memoráveis, Renê citou o ano de 2017, que, nas palavras dele, nunca se esquecerá. Acho que não só para ele, mas para todos que tiveram a oportunidade de assistir a esse maravilhoso cortejo ao vivo, certo? Além disso, Renê também comentou o que os torcedores podem esperar para o carnaval de 2018. Será que vem surpresa por aí?

O intérprete não deixou de falar sobre outros que admira e que são inspiração para ele, alguns que teve até a oportunidade de trabalhar junto, como Royce do Cavaco, na Tom Maior, e Thobias, no Vai-Vai. Além disso, ele soltou a voz no fim da entrevista cantando um samba antológico, que para nós, sambistas, é o nosso Hino Nacional!

Dragões da Real, uma comunidade de gente feliz, que não poderia ter um intérprete mais feliz, dedicado e que ama sua função! Valeu Renê por toda atenção com o site Carnavalize durante a entrevista e todo apoio.

"Tá na ponta do isqueiro, vamos acender o cachimbo do Saci e o charuto do seu Zé! Alô comunidade de gente caipira e feliz! Beleza, beleza, beleza! Caaaaaaaaaaaanta Dragões da Real!"

OUÇA A ENTREVISTA ABAIXO:
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário