terça-feira, 5 de dezembro de 2017

As Campeãs de Quesito nos últimos 5 anos

Foto: Alexandre Schneider/UOL
Por Bruno Malta
O Carnaval Paulistano do Grupo Especial é feito por 14 escolas em todos os anos desde 2007. Embora todas as escolas tenham brilhado, sempre temos os destaques de cada ano. Este texto, além disso, vai apresentar as melhores escolas em cada quesito nos últimos cinco anos. Portanto, apesar da divisão clássica de nove quesitos, o Carnaval pode ser dividido em três blocos de quesitos. Os quesitos musicais e de canto (Bateria, Samba e Harmonia), os quesitos que envolvem a dança (Evolução, Comissão de Frente e Mestre-sala e Porta-bandeira) e os quesitos que envolvem a plástica e o tema da escola (Enredo, Alegorias e Fantasias). Além disso, ao longo dos anos, os critérios de julgamento são modificados e atualizados para beneficiar o espetáculo que as escolas proporcionam no Anhembi em todos os anos. Não iremos julgar as escolas pelos blocos de quesitos, apenas vamos utilizar para uma melhor organização e para deixar a apuração mais interessante e melhor de entender. Iremos mostrar apenas as cinco melhores colocadas de cada quesito, fazendo assim uma alusão ao Desfile das Campeãs do Carnaval de São Paulo.

Se você pensa que sabe muito bem o que vai acontecer nessa apuração, só posso falar uma coisa: Amigo, o nota a nota pode te surpreender. Olha, se uma apuração já é emocionante imagina quando a gente junta cinco em uma só? Jesus! Prepara a água com açúcar, as orações e vamos lá que o Zulu vai começar a chamar as notas. Aguenta coração!


Fantasias

1 - Mocidade Alegre - 149,8
2 - Tatuapé - 149,4
3 - Rosas de Ouro - 149,4
4 - Vai-Vai - 149,3
5 - Tucuruvi - 149
Foto: Paulo Pinto/LIGASP/Fotos Públicas
Vestir uma escola com mais de 3000 componentes com elegância e beleza é tarefa árdua. Ainda receber uma pontuação perto da perfeição ao longo dos últimos anos mesmo com tantas mudanças em critérios é uma missão ainda mais complexa. Por tudo isso, o mérito da Mocidade Alegre é gigantesco. A escola do bairro do Limão mesmo com duas mudanças de carnavalescos ao longo dos últimos cinco anos jamais deixou a peteca cair e perdeu apenas dois décimos nesse difícil quesito. O quesito fantasias é uma marca registrada dos desfiles da Morada do Samba, tendo como as suas principais características o capricho, luxo e o acabamento impecável de suas fantasias, ajudando e muito nas conquistas dos títulos de 2013 e 2014, e também do vice-campeonato em 2015. Além dela, citamos que Acadêmicos do Tatuapé, Rosas de Ouro, Vai-Vai e Acadêmicos do Tucuruvi com altas pontuações merecem destaque e mostram que a beleza de uma fantasia também é um segredo de um bom Carnaval.


Alegorias e Adereços

1 - Dragões da Real - 149,8
2 - Mocidade Alegre - 149,4
3 - Tatuapé - 149,4
4 – Gaviões da Fiel - 149,4
5 - Vai-Vai - 149,2
Foto: Alan Morici/G1
E quem venceu aquele quesito tão temido por todos e tão complicado de gabaritar, Alegorias e Adereços, foi a Dragões da Real, perdendo apenas dois décimos. Apesar de ainda não possuir título no Grupo Especial a escola sempre apresenta trabalhos de ótimo nível quando se fala de carros alegóricos, sempre sendo citada entre as escolas de melhor conjunto alegórico do ano. Tendo os seus últimos cinco carnavais assinados por André Cezari (2013), Rosa Magalhães (2014), Alex Fão, Dione Leite, Flávio Campello, Jorge Silveira, Júnior Schall e Rogério Félix (2015), Dione Leite, Flávio Campello, Jorge Silveira, Júnior Schall e Rogério Félix (2016) e Dione Leite, Jorge Silveira, Márcio Gonçalves e Rogério Félix (2017) não poderia ser diferente, não é mesmo? O que não falta nessa lista é gente competente. Em segundo lugar temos a Mocidade Alegre, outra escola bastante competente nesse quesito, tendo dois títulos e um vice-campeonato dentro desses cinco anos. Tatuapé, Gaviões da Fiel e Vai-Vai fecham o top 5 mostrando também a sua força nesse quesito durante os anos.


Enredo

1 - Mocidade Alegre - 150
1 - Tatuapé - 150
3 - Vai-Vai - 149,9
4 - Dragões da Real - 149,8
5 - Império de Casa Verde - 149,8
6 - Águia de Ouro - 149,8
Fotos: Mocidade Alegre - Caio Kenji/G1
Acadêmicos do Tatuapé - Raul Zito/G1




Um grande enredo também é fundamental para um desfile atraente para comunidade e público. Muitas histórias de qualidade e de grande relevância são contadas ao longo dos anos no Anhembi. Sendo assim, não é surpresa a Mocidade Alegre liderar este quesito ao lado da Tatuapé. Marília Pêra, a lenda que deu origem ao Samba, Beija-Flor, Beth Carvalho...são obras de grande relevância que essas duas escolas trouxeram ao público do Anhembi nos últimos cinco anos. Irretocáveis no quesito, a dupla passou com clareza a mensagem de que enredo bom é algo essencial para um bom desfile. Além delas, é preciso citar que Vai-Vai, Império de Casa Verde, Dragões da Real e Águia de Ouro completam o nosso top-5 (6) de maneira muito honrosa. Isso mostra que o quesito enredo é tão bom e necessário que precisamos de 6 escolas ao invés de 5 dessa vez.



Comissão de Frente


1 - Dragões da Real - 149,9
2 - Nenê - 149,9
3 - Tatuapé - 149,7
4 - Mocidade Alegre - 149,7
5 - Rosas de Ouro - 149,7
Foto: Flávio Moraes/G1
Numa disputa acirrada e decidida apenas no desempate, a Dragões da Real venceu o quesito Comissão de Frente perdendo apenas um décimo. Quando o assunto é Comissão de Frente a Dragões não costuma mesmo brincar em serviço. Foram grandes momentos marcantes nos últimos cinco anos de desfiles: como esquecer do Thriller em 2014? E da linda e emocionante comissão de 2017? Todos os trabalhos foram de excelente qualidade, todos com assinatura do coreógrafo Anderson Rodrigues, apresentando comissões que sempre agradaram não só os jurados, mas o público também. Surpreendendo a muitos a Nenê de Vila Matilde ficou em segundo lugar, tendo um aproveitamento igual a Dragões, mas perdendo décimo justamente em seu desfile de 2017 acabou perdendo o título do quesito, mas mostrou a sua força no mesmo, sendo que não obteve uma posição melhor que o sétimo lugar (2015) nos desfiles, só mostra o excelente trabalho de Marcio Telles (2013-2015) e Nildo Jaffer (2013-2017) a frente desse quesito na escola. Tatuapé, Mocidade Alegre e Rosas de Ouro, também empatadas, fecham o top 5 do quesito. Afirmando o equilíbrio e o sucesso das comissões de frente na avaliação dos jurados em São Paulo.


Mestre-sala e porta-bandeira

1 - Mocidade Alegre -150
1 - Dragões da Real -150
1 - Águia de Ouro -150
4 – Império de Casa Verde -149,7
4 - Tucuruvi -149,7
4 - Nenê -149,7
Fotos: Dragões e Águia - Amantes do Carnaval de São Paulo
Mocidade Alegre - André Penner/AP
O casal de mestre sala e porta bandeira é um exemplo de beleza, elegância e carisma na dança clássica. Apesar disso, é um quesito de extrema responsabilidade para apenas duas pessoas. Pouco mais de 10% da nota total da escola está nas mãos, ou melhor, nos pés e na dança de um casal de pessoas. Com isso, o desempenho irrepreensível dos casais de Mocidade Alegre (Émerson Ramires e Karina Zamparolli), Dragões da Real (Rubens de Castro e Lyssandra Grooters e Rubens de Castro e Evelyn Silva) e Águia de Ouro (David Sabiá e Ana Paula, Kawan Alcides e Ana Paula e João Carlos e Ana Paula) merecem um destaque maior. Com muita beleza, elegância e muita técnica, essas três escolas representadas por seus casais obtiveram apenas notas 10 entre as válidas. Brilhante! Além deles, também temos que destacar também destacamos Império de Casa Verde (Marquinhos e Jennifer, Marlon Lamar e Jéssika Barbosa, Marlon Lamar e Iasmin Remello, Marlon Lamar e Jéssica Gioz e Rodrigo Antônio e Jéssica Gioz), Acadêmicos do Tucuruvi (Robinson e Thaís Paraguassu, Renatinho e Fabíola Andrade, Kawan Alcides e Waleska Gomes) e Nenê de Vila Matilde (Gentil Titio e Rúbia Angélica, André Guedes e Janny Moreno, Jefferson Gomes e Janny Moreno). Essas três escolas só perderam três décimos nos últimos cinco anos e completam nosso top 5 (seis) desse quesito pra lá de fundamental em nosso Carnaval.


Evolução

1 - Mocidade Alegre -149,2
2 - Águia de Ouro - 149,1 
3 - Império de Casa Verde - 149 
4 - Dragões da Real - 148,6 
5 - Rosas de Ouro - 148,6 
Foto: Junior Lago/UOL
E no quesito Evolução, que foi o mais descontado pelos jurados nos últimos cinco anos, a grande vencedora foi a Mocidade Alegre, com um décimo de vantagem sobre a Águia de Ouro e perdendo oito décimos no total. Tendo como sua principal característica a técnica em seu desfile, a Morada do Samba costuma ousar no que diz respeito a sua evolução, sempre com um grande número de alas coreografas. A maior ousadia pode-se dizer que veio em 2014 quando a escola uniu um paradão da Bateria a uma performance da sua comunidade que se ajoelhou durante todo esse momento, sem dúvidas um momento marcante e emocionante para todos, além de uma grande ousadia da escola, ousadia essa que foi muito bem recompensada com o título daquele ano. Completando esse top 5 temos Águia de Ouro, Império de Casa Verde, Dragões da Real e Rosas de Ouro, escolas que tem como característica a técnica aliada a força de suas comunidades e que assim conquistaram esse rígido júri do quesito Evolução.


Harmonia 

1 - Império de Casa Verde - 149,9
2 - Mocidade Alegre - 149,8
3 - Nenê -149,8
4 - Vai-Vai -149,8
5 - Rosas de Ouro -149,8
Foto: Alan Morici/G1
Tendo um carro de som liderado pelo excelente intérprete Carlos Júnior e, apesar da pouca idade, um "chão" de escola grande, o Império de Casa Verde vence no quesito Harmonia. Em que pese da troca na direção do quesito há quatro anos, a azul e branca que, desde 2016, conta com o auxílio luxuoso de Jorge Freitas, manteve a regularidade e só perdeu um décimo nos últimos carnavais. Impossível também não destacar as fortes comunidades de Mocidade Alegre, Nenê de Vila Matilde, Vai-Vai e Rosas de Ouro, que fecham com classe o top-5 do quesito. A regularidade dessas escolas mostra a força de suas comunidades que conseguiram se adaptar a constante mudança nos critérios e no júri.


Samba 

1 - Mocidade Alegre -149,9
2 - Nenê -149,8
3 - Vai-Vai -149,8
4 - Tatuapé -149,8
5 - Dragões da Real -149,7
Foto: SASP
Ter um samba-enredo de qualidade é o combustível primordial para um bom desfile. Talvez isso explique o sucesso da Mocidade Alegre nos últimos anos. Liderando o nosso quadro do quesito nos últimos cinco anos, a Morada do Samba mostra que o samba (bom) também mora no Limão. Com apenas 1 décimo perdido, a verde e vermelha é a primeira colocada do ranking. As obras de Rodrigo Minuetto e Cia (2013, 16 e 17) e Ana Martins e cia (2014 e 2015) mantiveram regularidade na pontuação e favoreceram os grandes desempenhos da escola no todo. Além do destaque para a Morada, também vale registrar a força dos sambas de Nenê de Vila Matilde, Vai-Vai, Acadêmicos do Tatuapé e Dragões da Real. Com ótimos desempenhos no quesito, essas cinco escolas mostram que samba bom também é uma marca registrada do Carnaval do Anhembi.


Bateria

1 - Império de Casa Verde - 149,7
2 – Gaviões da Fiel - 149,6
3 - Águia de Ouro - 149,6
4 - Tucuruvi - 149,4
5 - Tatuapé - 149,3
Foto: Flavio Moraes/G1
E com a sua Barcelona do Samba, o Império de Casa Verde venceu o quesito Bateria, perdendo apenas três décimos nos últimos cinco carnavais. Comandada pelo icônico Mestre Zoinho, a "Barcelona" acumula prêmios e elogios a cada carnaval. É apontada por muitos como a melhor bateria do carnaval de São Paulo e tem como característica ter grandes músicos e instrumentistas fazendo parte da sua batucada. Gaviões da Fiel, Águia de Ouro, Tucuruvi e Tatuapé completam o Desfile das Campeãs do quesito Bateria. É interessante notarr que todas as cinco baterias apresentam características e estilos bem diferentes, o que mostra a diversidade de gosto do júri do carnaval paulistano. 
  

Ranking de Quesitos

Mocidade Alegre – 5
Dragões da Real – 3 
Império de Casa Verde – 2
Tatuapé – 1
Águia de Ouro – 1 

A Mocidade Alegre venceu cinco quesitos e foi a grande vencedora, mostrando assim a força dos seus carnavais nos últimos cinco anos. Parabéns! 



Resultado Geral

1 - Mocidade Alegre – 1.346,5 
2 - Dragões da Real – 1.345,0
3 - Império de Casa Verde – 1.344,9
4 - Rosas de Ouro – 1.344,4
5 - Vai-Vai – 1.344,4


E o resultado final não poderia ser diferente, não é mesmo? Foi um domínio da Mocidade Alegre na maioria dos quesitos nesses cinco anos. Dragões (vice em 2017), Império de Casa Verde (campeã em 2016), Rosas de Ouro (vice em 2013 e 2014) e Vai-Vai (campeã em 2015) completam o top 5 no ranking geral. Para fechar o levantamento, um fato: o equilíbrio dá o tom da disputa em São Paulo.
Foto: Wagner Campos/G1
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário