segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

CARNAVANÁLISE #18: Tucuruvi promete guiar o Anhembi por grandes museus em 2018

Por Jéssica Barbosa
O carnaval de São Paulo, inegavelmente, é um dos que mais cresce e ganha espaço no Brasil. Apesar disso, é impossível ignorar a relevância que a festa momesca tem em terras cariocas. Para ilustrar tamanho crescimento da folia e a união entre os carnavais, Felipe de Souza, Beatriz Freire e Jéssica Barbosa se reuniram para detalhar samba e enredo das 27 escolas que passarão pelo Anhembi e pela Marquês de Sapucaí em 2018. Os textos estarão disponíveis às segundas, quartas e sextas, seguindo o resultado do último carnaval.

"Uma Noite no Museu"
Acadêmicos do Tucuruvi
"Uma noite no museu... você e eu
fazendo história nesse carnaval.
É show na galeria, meu Tucuruvi
Pode aplaudir"
Para o próximo ano, a Acadêmicos do Tucuruvi contratou o atual campeão do carnaval paulista para assinar seu desfile. Trata-se do carnavalesco Flávio Campello, responsável por desenvolver o enredo "Uma noite no museu".

A escola da Cantareira quer levar o público aos principais museus do mundo, em uma viagem que passará por temas como arte, ciência, tecnologia e esportes. Em terras brasileiras, a Tucuruvi fará um tour por locais como os museus de Arte Moderna, do Índio e do Samba.

O samba:
De autoria de Turko, Maradona, Rafa do Cavaco, Diego Nicolau, Dr Eduardo Gustavinho Oliveira e Tinga, o samba escolhido pela Tucuruvi não agradou a todos, talvez pelo tema ser um pouco “solto”, sem um fio condutor que "amarre" a história a ser contada. Apesar de ser correta, a obra deixa a desejar em alguns aspectos, sobretudo na letra. A melodia da segunda parte do samba é o grande destaque. O intérprete Alex Soares gravou bem a faixa da agremiação no CD.

O Zaca é a terceira escola a desfilar na sexta-feira de carnaval.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário