sábado, 10 de fevereiro de 2018

#Carnaval2018 Saiba como foi a primeira noite de desfiles da Série A





Abrindo os trabalhos do carnaval 2018, seis escolas cruzaram a Sapucaí no primeiro dia de apresentações da Série A carioca. Numa boa noite de apresentações, as agremiações oscilaram e em meio a crise, ficou claro quem teve dificuldades de colocar seu carnaval na avenida.

De um lado, Bangu e Sossego fizeram as apresentações mais fracas. Abrindo os festejos, a vermelho e branco da Zona Oeste teve como destaque sua ótima Comissão de Frente, aliada a uma plástica pouco inspirada e irregular. Terceira a desfilar, a azul e branco de Niterói apresentou o conjunto visual que mais deixou a desejar, tendo a seu favor a bateria comandada por Mestre Átila e o samba na voz do grande intérprete Nêgo. No grupo do meio, Renascer e Império da Tijuca fizeram duas apresentações corretas, com altos e baixos. 

Sem dúvidas, os melhores desfiles da noite ficaram por conta de duas vermelho e branco, cada uma fez uma apresentação à seu modo. A Porto da Pedra apostou na leveza e alegria para contar um ótimo enredo sobre as Rainhas do Rádio, com um conjunto plástico bem amarrado, só ficando a dever em samba, que pouco rendeu. Se samba também era um prejudicador da Estácio de Sá, a obra segurou bem na avenida e embalou uma boa apresentação do morro de São Carlos, que desfilou com garra e animação num desfile bem bonito, trabalhado em tons metálicos. 

A primeira noite foi uma ótima introdução à folia, com bons desfiles mas sem nenhum que ainda aponte uma possível campeã. Confira todos os detalhes de cada um deles na nossa análise:


Bangu incorpora realeza africana pensando na permanência na Série A


Império da Tijuca resgata raiz afro em belo desfile


Derrapando, Sossego faz desfile irregular


Alegre, Porto da Pedra consagra boa fase com belo desfile


Colorida, Renascer viaja para a Amazônia em desfile regular




Reações:

0 comentários:

Postar um comentário