terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Os destaques do lançamento do CD do Carnaval SP 2020

Foto: Felipe Araújo/LigaSP
Por Juliana Yamamoto
As escolas de samba fizeram um grande show na Fábrica do Samba e mostraram sua garra e potencial, rumo ao carnaval 2020.

No dia 7 (sábado), foi realizada na Fábrica do Samba a festa de lançamento do CD de samba-enredo do Grupo Especial, Acesso I e Acesso II. Com uma grande estrutura e transmissão ao vivo no Facebook, a Liga Das Escolas de Samba de São Paulo apostou novamente no evento que é um grande espetáculo e atrativo de muitos foliões.


No Grupo de Acesso, quatro escolas se destacaram em suas apresentações: Mocidade Unida da Mooca, Acadêmicos do Tucuruvi, Camisa Verde e Branco e Vai-Vai.

Foto: Felipe Araújo/LigaSP
A Mocidade Unida da Mooca, que vem para o seu segundo ano no Grupo de Acesso, usou a força do seu samba-enredo e da sua comunidade para brilhar na Fábrica. Com uma apresentação forte e constante do início ao fim, a escola mostrou que quer alçar voos maiores e chegar no Grupo Especial. Antes de iniciar, a agremiação entrou com uma enorme placa com a escrita “Vidas Negras importam”, causando um forte impacto nos que estavam presentes.

Os principais destaques durante a apresentação foram a sua dupla de intérpretes Clayton Reis e Gui Cruz, que mostrou muito entrosamento e interagiu fortemente com a comunidade. O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Jeff e Janny, evidenciou porque são uns dos melhores casais de São Paulo, com um bailado elegante e uma dança harmônica. A comunidade também fez sua parte cantando o samba com muita força.

Foto: Felipe Araújo/LigaSP
O Acadêmicos do Tucuruvi irá fazer uma homenagem a Chico Anysio no carnaval 2020 e sonha em retornar ao Especial. Sua apresentação na Fábrica do Samba mostrou uma escola organizada e empenhada em voltar ao principal Grupo.

Um dos principais destaques foi o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Luan e Waleska. Luan irá estrear na escola ao lado da porta-bandeira e apesar de poucas semanas juntos, já mostraram muita elegância e sincronia na sua dança. Outro ponto positivo foi a bateria do Zaca que abrilhantou o andamento do samba-enredo.

A comissão de frente fantasiada com os principais personagens vividos pelo artista Chico Anysio foi outro ponto alto. Pode-se ver uma escola leve e muito feliz para o carnaval 2020.

Foto: Felipe Araújo/LigaSP
O Camisa Verde e Branco fará uma homenagem ao artista Carlinhos Brown e mostrou que apesar dos resultados negativos em 2018 e 2019, não se abalou e vem forte para o próximo carnaval. Com uma apresentação constante, pode-se enxergar uma comunidade contente e que cantava o samba com muita empolgação.

Um dos destaques foi a Furiosa, comandada pelo Mestre Marcão, que ousou nas bossas durante a sua apresentação. Além disso, o bom rendimento do samba-enredo ajudou no canto e evolução do Trevo da Barra Funda.

Foto: Felipe Araújo/LigaSP
A maior campeã do carnaval de São Paulo encerrou as apresentações do Grupo de Acesso na festa mostrando a força e grandeza da sua comunidade. Os principais destaques do Vai-Vai foram o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Pingo e Paulinha, que esbanjou elegância e muito amor ao pavilhão. A bateria Pegada de Macaco comandada pelo Mestre Tadeu mostrou um bom andamento e ajudou no rendimento do samba-enredo, esse que teve o canto forte de seus componentes para alavancá-lo.


Já no Grupo Especial, viu-se uma regularidade entre as apresentações, mostrando que será um ano bastante disputado.

Foto: Felipe Araújo/LigaSP
A vice-campeã Dragões da Real levou um grande contingente para a Fábrica e mostrou porque é uma das escolas em constante crescimento. O samba-enredo, composto por Aquiles da Vila e parceria, foi um dos pontos altos da apresentação. O refrão principal, fácil de cantar, caiu na boca dos foliões em poucos minutos. O canto da comunidade era evidente e muito forte. Além disso, os componentes pulavam e se divertiam.

Outro ponto positivo foi a bateria que ousou em bossas e contribuiu para o bom andamento do samba-enredo. O apelido “comunidade de gente feliz” fez jus à apresentação da agremiação da Vila Anastácio, que vem forte para o seu primeiro título.

Foto: Felipe Araújo/LigaSP
Mancha Verde, a atual campeã do carnaval de São Paulo, exibiu sua força na disputa pelo bicampeonato. Com um grande contingente e todos os componentes fantasiados, a agremiação se destacou pelo forte canto da comunidade do início ao fim.

A Puro Balanço, comandada pelo mestre Guma, que irá para o seu primeiro ano na verde e branco, apresentou um bom entrosamento e andamento. Outro ponto positivo foi o carro de som liderado pelo intérprete Fredy Vianna, que a cada carnaval cria uma identificação cada vez maior com a Mancha Verde, sempre procurando tirar o melhor de cada samba-enredo.

Foto: Felipe Araújo/LigaSP
O Acadêmicos do Tatuapé, que para o carnaval de 2020 levará a história da cidade de Atibaia, mostrou que está trilhando com sabedoria os caminhos em busca do seu terceiro título. Com um grande contingente, a agremiação novamente mostrou um dos seus maiores pilares: a força da sua comunidade. O canto era constante e muito forte.

O carro de som comandado por Celsinho Mody mostrou muita harmonia e entrosamento entre os cantores e também com a bateria. Apesar do sétimo lugar, a escola da Zona Leste vem para brigar mais um ano.

Foto: Felipe Araújo/LigaSP
Com um dos melhores sambas-enredos da safra, a Mocidade Alegre fez uma grandiosa apresentação na Fábrica do Samba. A comunidade novamente deu o tom com seu canto forte.

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Uilian e Karina mostraram garbo e elegância em sua dança, sendo um dos principais destaques. Uilian estreará defendendo o primeiro pavilhão ao lado de Karina. A bateria Ritmo Puro brincou com bossas e ajudou no andamento do samba que foi bem conduzido pelo intérprete Igor Sorriso e o seu time do carro de som.

A festa de lançamento do CD de samba-enredo foi e é um grande espetáculo no carnaval paulistano. Ela marca o início dos preparativos para os ensaios técnicos que começam em Janeiro no Sambódromo do Anhembi. A grade dos ensaios pode ser conferida no aqui.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário